• 28 de agosto de 2014
  • Desista: no verão, existe muita vida para viver além do cabelo perfeito. A temporada que enaltece a leveza espiritual dispensa perfeições e, por isso, aposte no easy breeze hair que, em uma tradução livre, é algo como "fácil e despojado". Para aderir, o primeiro passo está em aceitar a própria textura capilar. Na próxima estação, quem reina é a simplicidade para que sejamos apenas naturais. O trend é ser o que se é, abrir mão dos fios chapados — ainda que liderem entre os mais pedidos no Brasil — e valorizar o movimento. territorio_animale_POST_breeze hair 01 Os fios levemente descoloridos, com efeito orgânico como o do sombré, serão os mais sofisticados. Para o corte, a boa é apostar nas camadas em fios longos, desfiados com tesouras especiais, ou point cutting, corte feito com a ponta da tesoura. O caimento dos fios fica desalinhado na medida. A exposição ao sol, ao sal e ao cloro faz com que o verão exija uma série de cuidados extras. É preciso manter os fios saudáveis para modelá-los com facilidade. territorio_animale_POST_breeze hair 02 Na finalização, o aspecto cool do pós-praia é dado pelo surfspray. O produto é uma espécie de gel líquido com a textura bem leve, capaz de armar e acentuar ondas e cachos. Para o efeito bagunçadinho, jogue a cabeça para baixo e deixe o surfspray atingir à raiz do cabelo. Em seguida, amasse as mechas. Se quiser ondas, aplique em todo o comprimento, faça um coque no alto e seque com o secador. É  ele quem dará volume e um despenteado controlado. Convenhamos: nunca foi tão fácil manter um cabelão.
    Beleza

  • 27 de agosto de 2014
  • Era um dia de trabalho que não precisava ser tão formal, mas também nem tão informal. Na hora do almoço, haveria encontro em um lugar incrível e, no fim do dia,  mais um evento. post_streetstyle_post_03Como se organizar e encontrar uma solução para tudo isso e mais um pouco? O melhor jeito foi fazer uma lista. A primeira coisa era ter uma clutch "na manga", para não circular com sua bolsa grande o dia inteiro. A segunda, escolher aquele look flexível, clean, que combina com todos os acessórios e, além de tudo, é moderno e up-to-date. Um terninho? Sim! Mas não um qualquer! Um costume jeans!
    post_streetstyle_post_02
    O terceiro item da lista é apostar em bijoux elaboradas da coleção, que marcam o hi-lo que é a cara da Animale. Por último, finalizar a produção com um salto lindo, porém confortável, sempre mais do que merecido. 
    Diversos

  • 27 de agosto de 2014
  • Por Michaela Schmaedel* Lou Doillon pode ser considerada a personificação da palavra cool. Sem exageros. Nascida na França, filha da inglesa Jane Birkin e do diretor de cinema Jacques Doillon, a cantora de cabelos desgrenhados, voz, roupa e estilo folk tem o tipo de beleza que não requer esforço — e atitude cult de quem viveu sempre cercada por artistas e intelectuais. Foi somente ano passado que Lou tomou coragem e gravou pela Universal seu primeiro disco, "Places", com a ajuda do cantor francês e produtor musical Etienne Daho, apresentado por sua mãe. Não demorou nada para que as revistas especializadas de música (e as de moda, claro, que já conheciam Lou) alardassem que nascia ali uma nova estrela. territorio_animale_POST_lou_jobim Enquanto isso, no Brasil… Maria Luiza Jobim cresce e aparece. Aos 27 anos, a caçula de Tom Jobim bem que tentou não seguir a carreira musical. Estudou Arquitetura, mas percebeu logo que sua paixão era a música. Como vocalista da banda Baleia, que tinha influências de jazz em seu repertório, experimentou o gostinho dos palcos. A certeza de que estava no caminho certo, porém, veio depois, há pouco mais de um ano, quando se juntou a Lucas de Paiva para lançar um EP (álbum de apenas cinco faixas) em que cantava acompanhada de sintetizadores em uma ótima vibe tecno. Nascia o duo Opala.Michaela Schmaedel escreveu sobre Lou Doillon e Maria Luiza Jobim para a terceira edição da Revista Animale. Leia a entrevista na íntegra aqui.
    News

  • 27 de agosto de 2014
  • Traçando um equilíbrio entre conflito e coletividade, a Bienal de Arte de São Paulo deste ano estará de encher os olhos. A mostra, que será aberta no próximo 6 de setembro no Parque Ibirapuera, conta com 25% de artistas brasileiros no seu acervo, o que representa um forte crescimento no cenário local. Território pesquisou e te conta agora o que consideramos imperdível. Sob o mote "Coisas que não existem", a mostra propõe maneiras variadas de abordar as promessas da arte: como falar, aprender, viver e lutar contra elas. Edward-Krasinski-Spear-1963-1964-3 Trabalhos de Edward Krasiński (foto acima), Romy Pocztaruk e Val del Omar merecem a sua atenção. A curadoria também informou que boa parte dos nomes ainda serão anunciados. E como a arte se desdobra dos acontecimentos, pode anotar: as manifestações populares ocorridas no último ano estarão amplamente refletidas por lá. Abaixo, outros artistas que devem ser vistos — até que os olhos realmente enxerguem. territorio_animale_post_bienalsp1 JOHANNA CALLE O seu trabalho fala sobre liberdade. Nascida em Bogotá, ela traz complexidade ao que pode parecer apenas belo. Na Bienal, ela apresenta dois de seus trabalhos; ambos fazem releituras do mundo real. Este acima é "Perímetros", árvores desenhadas na divisória de documentos de lotes rurais. Afinal, mais do que do homem, a terra é do mundo. territorio_animale_post_bienalsp DANICA DAKÍC Fotógrafa nascida na Bósnia e radicada na Alemanha, Danica trabalha com videoinstalações e fotografias sobre quem está em constante processo de migração. Interessa a ela a subjetividade dos meios ciganos, daqueles que se movem. Serão três trabalhos da artista na Bienal, todos falando sobre a busca incessante por um lugar. PRABHAKAR PACHPUTE Na obra do artista indiano, ser canário, a ave cantante, é ser alguém que cresceu nos buracos das mais antigas minas de carvão indianas. Em um de seus trabalhos, que estará exposto na Bienal, uma criatura com pernas de gente carrega nas costas uma montanha da cegueira (que pode vir a ser uma decorrência do pó de carvão). O artista desenha seres sem cabeça, que não deixam de caminhar. O carvão, a maior dor de sua sociedade, se torna sua forma de comunicação. territorio_animale_post_bienalsp2 EDER OLIVEIRA O trabalho dele precisa ser visto, mas, mais do que isso, precisa ser repercutido. O artista paraense buscou nas páginas de um jornal de onde vive as fotografias para sua arte. São imagens desumanas, repletas de susto no olhar. A proposta do artista é trazer o Brasil acuado para perto, pintando com cores fuvistas o que a mídia teima chamar de marginal.
    News

  • 26 de agosto de 2014
  • Na noite dessa segunda-feira, dia 25, os olhos do mundo se voltaram ao Emmy Awards e fizeram os looks das convidadas serem tão (ou mais) importantes quanto a própria premiação. Se os longos seguem como favoritos das celebs, saias cada vez mais rodadas e femininas vêm ganhando espaço nos red carpets. Entre aplicações luxuosas, modelos amplos, estruturados e rendas, o que vimos é que há espaço para tudo. Por aqui, fizemos uma seleção de 9 looks sofisticados e altamente inspiradorores. territorio_animale_POST_emmy 2014 02 Taylor Schilling, a Piper Chapman de "Orange is the new black", optou pela delicadeza dos bordados que remetem à década de 1920. O vestido ajustado ao quadril tem uma pegada sexy com doses de romantismo. Já o colorido do vestido de Michelle Dockery consegue ser forte e feminino. O movimento da saia e o contraste entre o azul e o verde com a base branca tornaram o look da atriz marcante, sem o peso dos excessos. Pelo segundo ano consecutivo, Lena Headey apostou na elegância certeira do preto. A atriz de "Game of Thrones" não levou o prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante, mas seu vestido assimétrico será sempre lembrado.  territorio_animale_POST_emmy 2014 01 Também indicada como Melhor Atriz Coadjvante por "Modern Family", Sofia Vergara ostentou toda sua latinidade no longo branco.  O detalhe prateado evidenciou o shape curvilíneo da atriz, que nunca dispensa modelos sensuais em dias de red carpets. Mas nenhum outro vestido movimentou tanto os trend topics do Twitter quanto o de Julia Roberts. Curto, rodado, com mangas longas, decote V e repleto de aplicações preciosas tem um corte que se adequa a muitos biótipos. O modelo comportado escolhido por Katherine Heigi causou controvérsias. Embora disfarce imperfeições e valorize os seios na dose certa, mulheres reais devem tomar cuidado: o longo champagne pode beirar o conservadorismo. territorio_animale_POST_emmy 2014 Jessica Paré, de "Mad Man", escolheu um tomara-que-caia preto de comprimento midi. Com aplicações suaves na parte superior, o vestido foi das melhores surpresas do red carpet, sobretudo por evidenciar a beleza da atriz. Rodado, vermelho e estruturado, o modelo escolhido por January Jones foi um dos mais comoventes da noite. E como o modelo deixa os pés à mostra, a atriz arrematou a proposta com um sapato com tiras. Maravilhosa! Quem também optou por uma saia ampla foi Betsy Brandt, que ousou ao levar um print colorido ao red carpet. Ombros livres, vestido rodado e estampa floral: mais feminino, impossível.
    Moda

  • 26 de agosto de 2014
  • Sabe o momento perfeito para usar aquele look com estampas fortes e coloridas? Claro que ele existe e a peça ideal também. Para tal, apostamos no Vestido Xilo - que tem o print com traços fortes que  lembram o cordel. post_streetstyle_look_01 A rima ensina que o contraste de cores é sempre bem vindo e a bolsa, não só pode, como deve ser bold. O vestido ainda tem um detalhe pra lá de delicado e preciso, a barra de seda que deixa o movimento da peça muito mais sutil. O decote canoa, que contrabalança, é shape fortíssimo na estação. Que assim seja e venha o verão do mood tropical sofisticado, e por quê não, intenso! post_streetstyle_look_03    
    Diversos
    Moda
    Verão 2015

  • 26 de agosto de 2014
  • Inspirado pela temática da coleção de verão da Animale, o artista multmídia Batman Zavareze desenvolveu a mostra "Do Coração do Brasil", em cartaz na nossa flagship dos Jardins, em São Paulo, até a semana que vem. Ao longo do dia, a loja  da Oscar Freire é tomada por uma surpreendente experiência sensorial. A instalação cinética toma os olhos e encanta. A cada 40 minutos acontece um movimento de luzes e letras, palavras de relação direta com todo o conceito buscado pela Animale para os dias de sol que estão por vir. Expressões brasileiras que, por si só,  já fazem parte das memórias profundas de quem cresceu aqui e que encanta quem vê de fora essa excêntrica mistura na qual tudo flui em seu ritmo. Com olhar e técnica característicos de sua obra, o artista leva a sensibilidade do verbo vestir além do corpo. Fragmentos do desfile da última São Paulo Fashion Week piscam entre as luzes pulsantes enquanto o barulho bom cria o resultado. Após um curto tempo, a instalação é encerrada com a ideia do que deve ser lembrado, resistido e assumido. Sermos únicos, bronzeados, amazônicos e, acima de tudo, coloridos. "Do Coração do Brasil" poderá ser vista até o fim de agosto. No próximo mês, um novo trabalho de Zavareze entra em cena.
    Moda

  • 26 de agosto de 2014
  • Esta semana, prepare-se para uma releitura de um prato tradicional. A almôndega, geralmente feita com carne vermelha,  ganha versão de tofu, e é uma ótima opção para quem está entrando no vegetarianismo. Se você tem afeição à cozinha natural, mas não abre mão de sabor, saiba que este prato pode te surpreender. Refogue em um fio de azeite, meia abobrinha e uma cenoura inteira, até que elas percam todo o liquido. Em seguida, amasse 250 gramas de tofu e acrescente aos legumes. Tempere com sal, orégano e pimenta e acrescente uma colher de sopa de levedura de cerveja. territorio_animale_POST-almondega-tofu_1 Quando a massa estiver fria, misture duas colheres de sopa de pão integral ralado e duas colheres de sopa de farinha de grão-de-bico. Amasse bem, até que vire uma mistura moldável. Faça bolinhas do tamanho que desejar e frite-as em uma frigideira antiaderente com um pouco de azeite. Para uma apresentação impecável, faça você mesma o molho de tomate. Salteie uma cenoura ralada em um fio de azeite, juntando quatro tomates bem maduros.  territorio_animale_POST-almondega-tofu_2 Deixe ferver por aproximadamente 45 minutos em fogo baixo, acrescentando água sempre que necessário. Depois que o molho fermentar, tempere com uma pitada de orégano, uma colher de chá de açúcar amarelo, uma colher de chá de vinagre balsâmico e pimenta a gosto. Na hora de servir, escolha uma massa de sua preferência, espalhe o molho de tomate, algumas almôndegas e decore com folhas de manjericão. Deguste e comprove: não é revigorante sentir tantos sabores em um prato tão tradicional?
    News

  • 25 de agosto de 2014
  • Desde sempre, os calçados estão entre nossos acessórios preferidos. Altos, baixos e em diferentes níveis de conforto, o item indispensável, que sustenta inclusive o nosso humor, é tema da exposição "A História do Sapato", em cartaz no Morumbi Shopping, em São Paulo. São 92 réplicas de modelos que ganharam fama a ponto de mostrar o avanço tecnológico na indústria dos calçados ao longo das décadas. As peças, separadas por cinco temas — antigos, com desenhos, glamour, famosos e únicos — permitem que o espectador conheça mais sobre diferentes lugares e épocas, de acordo com a história da moda. territorio_animale_POST_expo_sapatos Itens exóticos, como um par inspirado em Pablo Picasso, surpreendem o público assim como os mais antigos, como um modelo criado 800 a.C. Os sapatos mais marcantes de Marilyn Monroe, Sophia Loren e Brigitte Bardot também poderão ser relembrados por lá. "A História do Sapato" conta com curadoria e produção da MK Group SR, da CEFOTECA (Centro de Formação Tecnológica do Calçado da Argentina) e da designer argentina Florencia Laccana. Pode ser vista até sete de setembro.
    Moda

  • 25 de agosto de 2014
  • Por Carlos Maltez* Maha o quê? Mudra o quê? Mahamudra Brasil: esse é o método de fitness que vem conquistando a cidade de São Paulo e se espalhando pelo país através das redes sociais — leia-se Instagram. Testosterona e meditação encontram-se no método criado por César Curti. O treino "mahamudra" é uma forma de cross fit, método norte-americano que mescla ginástica, peso e atletismo. A diferença é que César, depois de passar algum tempo na Tailândia, trouxe exercícios da ioga para a prática e seduziu meio Brasil. territorio_animale_POST_novas_yogas_4 Maha significa grande e Mudra gesto com conotação religiosa. A prática tem os pilares clássicos do bem-estar: equilíbrio entre corpo, mente e espírito. Os encontros acontecem em diversos horários no Parque do Ibirapuera. Os modelos adoram. O corpo fica incrível em pouco tempo. A gordura some. A barriga vira pedra! Mas nada acontece como num passe de mágica. A dedicação é extrema, constante e espartana. * Carlos Maltez escreveu sobre o Mahamudra para a terceira edição da Revista Animale. Leia a reportagem na íntegra aqui.
    Diversos

Quem somos
Este é o nosso Território. Aqui você entra nos bastidores da Animale e fica por dentro das novidades, inspirações e tendências em primeira mão: da moda à gastronomia, do mundo fashion ao high-tech, das dicas...
Facebook
Publicidade
Instagram
    • A estampa Xilo tem traços fortes que lembram o cordel. Do lookbook #verão15: produção fresh e super feminina. 
#DoCoraçãodoBrasil #animalebrasil #estoreanimale
  • Pinterest
    Camila Morgado
    Twitter
    Outros Posts